Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Nitrux #ChangeTheRules

Uma distribuição que está dando o que falar lá fora é o Nitrux, devido o seu visual Nomad e a utilização do Snap para instalação de pacotes. Neste review vamos mostrar um pouco da distro e falar sobre as suas vantagens e desvantagens. No decorrer deste artigo falarei mais sobre as peculiaridades desse sistema que vem com uma ótima proposta de valor: Change the Rules.

1. Como instalar o Nitrux

2. Visual

3. Aplicativos padrão

4. Vantagens e desvantagens

1. Como instalar o Nitrux

Primeiramente, clique aqui e realize o download da imagem.

Depois, será necessário um pendrive para deixa-lo bootável.

Obs.: Caso você queira fazer uma VM, terá de verificar se aceita o padrão .img.

Depois de plugar o pendrive, verifique qual a nomenclatura dele com o comando:

  • $ fdisk -l
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Depois de ver o nome do seu dispositivo, só será necessário gravar a imagem no pendrive:

  • $ dd if=nitrux_release_1.0.3.img of=/dev/sdb

Agora é só reiniciar e bootar pelo pendrive. Entrará nesta tela:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Selecione a primeira opção.

Entrará em uma tela com prompt de comando. Coloque o usuário: nitrux e a senha: nitrux (padrão da distro). Depois rode o comando:

  • $ startx

Uma tela em Live será iniciada e, provavelmente, será solicitado um novo login (Coloque os mesmo dados de antes):

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Clique na parte superior e selecione a opção Systemback:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Preencha usuário e senha (ainda os mesmos dados de antes):

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Clique na opção System Install:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Preencha então as informações de usuário.

Obs.: Deixe somente a opção new root password vazia, assim seu usuário poderá usar sudo:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Agora, formate as partições como você preferir. Eu criei uma /home, uma /, uma /boot/efi (se você estiver usando a BIOS em UEFI) e uma swap:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Depois é só iniciar a instalação e, voilá, tudo pronto!

2. Visual

O Nitrux utiliza a interface KDE Plasma junto com um Latte Dock que da uma toque muito bom no visual o qual é conhecido como Nomad, e utiliza o Dolphin como Gerenciador de Arquivos:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

3. Aplicativos padrão

Os aplicativos do Nitrux incluem:

  • ARK (Gerenciador de Compressão);
  • Babe (Player de música);
  • Chromium;
  • Configurações;
  • Desktop Editor (Onlyoffice);
  • Dolphin (Gerenciador de Arquivos);
  • Kate (Editor de texto);
  • KInfocenter;
  • Ksysguard (Gerenciador de Desempenho);
  • Kvantum Manager (Instalador de Temas);
  • Latte (Dock);
  • NX Software Center (Centralizador de Pacotes);
  • Qt 4 Settings (Widgets);
  • Spectacle (Print Screen).

Vou dar uma enfatizada no que achei interessante nos seguintes aplicativos: KInfocenter, algumas opções das configurações, Onlyoffice, Ksysguard e Widgets.

KInfocenter

É um centralizador com várias informações do sistema, kernel, hardware, rotas de rede, servidor X e muito mais:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Configurações -> Systemd

Esta opção está dentro do menu de configurações, achei muito bacana. Você pode ver os serviços e gerenciar o Systemd pelo modo gráfico:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Configurações -> Programas de inicialização

Aqui é possível definir tudo que inicia automaticamente após o login:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Configurações -> Nomad Firewall

Configuração do firewall graficamente:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Onlyoffice

É uma variação do LibreOffice, WPS, etc:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Ksysguard

É um Gerenciador de Tarefas. Podemos avaliar o desempenho da memória e CPU filtrando por processos. Na outra aba é possível ver um gráfico de desempenho:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

Widgets

É possível adicionar Widgets de personalização:

Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.
Análise da Distribuição Linux Nitrux 1.0.3.

4. Observações e desvantagens

Snap

O Linux Nitrux trás como gerenciador de pacotes o snap, que pela sua proposta, parece ser o grande motivo por trás da idéia do Change the Rules. Pra quem não sabe, o snap é um projeto desenvolvido pela Canonical que visa unificar o gerenciamento de pacotes no Linux. De modo resumido, seria trocar o apt-get e o yum pelo snap. Claro, há muitas outras vantagens, como por exemplo a segurança. Além disso, cada programa instala suas proprias libs, sendo assim, se você remover um determinado programa ele não irá prejudicar outros removendo outras libs.
A lado ruim do snap é que são poucos os desenvolvedores que aderiram e desenvolveram um suporte para ele. O LibreOffice e o VLC Player são alguns exemlos. O Nitrux é baseado no Ubuntu, porém, ele removeu o apt-get, ou seja, de fato só podemos usar o snap para instalação dos pacotes, o que nos limita um pouco. Ainda assim, podemos usar o dpkg para instalação de pacotes externos, mas não temos como usar o apt-get -f install para instalar as dependências. Neste caso, temos que baixar as libs externamente e instalar.

Desempenho

Achei o desempenho razoável, nada de diferente. Porém, alguns congelamentos da parte de cima do sistema (painel) ocorreram várias vezes. Para voltar, tinha que matar o processo do plasma e reiniciá-lo com os comandos:

  • $ killall plasmashell
  • $ plasmashell &

Conclusão

Resumidamente, não encontrei nenhuma vantagem que me faria utilizar de fato esta distribuição. Como é algo muito novo, ainda há problemas com o quesito desempenho e interface gráfica. Além disso, não há suporte total para idiomas. Mudando para o português, somente algumas coisas são traduzidas.

Como é uma distribuição que está focando bastante no snap, acho que pode sim crescer. Além disso, a interface gráfica é, de fato, muito bonita.

Dependendo das suas necessidades, essa pode, sim, ser uma ótima distribuição para você.

 

Se tiver alguma dúvida ou sugestão de conteúdo, por favor, entre em contato aqui ou comente abaixo!