Mateus Müller

Mateus is the guy behind the scenes.

28 Sep 2017

Como rodar um teste de memória com MEMTESTER no Linux

Dica de Troubleshooting

Trago para vocês hoje uma ferramenta que pode auxiliar no troubleshooting e identificação de erros de memória dentro do Linux. Vou ensinar como rodar um teste de memória com memtester no Linux. Veja, há distribuições que não possuem o memtest no menu de boot, nestes casos é interessante o uso desta ferramenta.

VÍDEO ATUALIZADO 2018

Como instalar o memtester

Para instalar o memtester, você pode utilizar o tarball realizando o download aqui, ou instalar diretamente pelo terminal dependendo da sua distribuição:

$ apt-get install memtester -y

Como iniciar um teste de memória com memtester?

Antes de iniciar os testes, gostaria de fazer duas observações:

Obs. 1: O teste só poderá ser feito na quantidade de memória disponível, ou seja, que não esteja sendo usada por outros processos.

Obs. 2: O teste poderá ser efetuado com o tanto de memória que o sistema operacional conseguir reconhecer. Por exemplo, em sistemas 32 bits com mais de 8GB de memória, o memtester vai conseguir testar somente 4GB.

Primeiro vamos validar quanto de memória que temos disponível em MB com o comando free:

$ free -m
Como rodar um teste de memória com MEMTESTER no Linux
Como rodar um teste de memória com MEMTESTER no Linux

Neste caso, o melhor seria testar com 5414MB da coluna free.

Para iniciar o teste, devemos rodar o comando memtester com a seguinte nomenclatura:

[MEMTESTER] – [QUANTIDADE DE MEMÓRIA] – [NÚMERO DE VEZES QUE O TESTE VAI RODAR (DEFAULT INFINITO)]

$ memtester 5414 1

Neste caso ele irá testar 5414MB, e apenas uma vez.

Obs.: Na foto abaixo estou executando com 6005MB.

Como rodar um teste de memória com MEMTESTER no Linux
Como rodar um teste de memória com MEMTESTER no Linux

É interessante que o memtester utiliza o mlock. Este recurso bloqueia o quantidade de memória que passamos como parâmetro, prevenindo que o Linux use como swap, ficando assim isolada somente para o teste de memória, sendo muito mais efetivo.

Se você quiser testar o máximo que você tem disponível, passe como parâmetro o máximo de memória que você tem.

Por exemplo, eu possuo um módulo de memória de 8GB:

$ memtester 8G 1

ou

$ memtester 8192 1

Se você informar o máximo de memória, ele vai pegar o máximo que você tem disponível e testar. Entretanto, você vai ver que o equipamento vai congelar e retornar possívelmente quando finalizar o teste.

Seu processador também vai começar a esquentar e o fan a rotacionar de uma forma mais intensa. Por que? Pois quem envia os comandos para a memória ser stressada é o processador, visto que a northbridge é integrada à ele.

É possível verificar o uso do processador e memória com o comando top em outra aba ou outro terminal:

$ top
Como rodar um teste de memória com MEMTESTER no Linux
Como rodar um teste de memória com MEMTESTER no Linux

Pessoal, a dica de hoje foi essa. Abraço!

Se tiver alguma dúvida ou sugestão de conteúdo, por favor, comente!

comments powered by Disqus