Rodando o Telegram nativamente no Linux

Você alguma vez já deve ter ouvido falar na plataforma Telegram, utilizada para troca de mensagens, bem similar ao WhatsApp. Na verdade, eu diria que ele é um “concorrente” do WhatsApp. Entretanto, ele não é apenas “mais um aplicativo de comunicação”. O Telegram traz diversas outras vantagens sobre o WhatsApp e é muito utilizado pela galera da Tecnologia da Informação.

De pontos fortes, posso citar:

  • Multi-plataforma, ou seja, funciona nativamente no seu celular Android ou iOS, bem como em sistemas operacionais Windows, Linux e MacOS.
  • Todas as conversas são armazenadas em Cloud, isto é, não ocupando espaço em disco do próprio dispositivo, e fazendo com que as conversas possam ser acessadas de qualquer sistema.
  • Tamanho máximo para envio de mídias até 1,5GB.
  • Criar grupos até 100.000 membros.

Você pode verificar todas as plataformas ao qual o Telegram da suporte aqui.

Como instalar o Telegram no Linux?

Para realizar o download, clique aqui.

Um arquivo .tar.xz será baixado. Extraia o mesmo clicando com o botão direito em cima e em Extrair aqui.

Acesse a pasta que foi criada após a extração do arquivo.

Haverão dois arquivos. O primeiro é o executável do Telegram. Dê dois cliques em cima e o aplicativo será iniciado. O segundo é o programa que roda em background para fazer o update automático da plataforma:

Rodando o Telegram nativamente no Linux
Rodando o Telegram nativamente no Linux

Depois de executar, basta você fazer a primeira configuração do seu número de telefone.

Um ícone de lançador do Telegram já irá aparecer no seu menu.

Rodando o Telegram nativamente no Linux
Rodando o Telegram nativamente no Linux

Caso você queira reiniciar as configurações do seu Telegram, para que ele entre na tela de instalação novamente, você deve deletar a pasta de cache no home do usuário:

  • $ rm -rf ~/.local/share/TelegramDesktop

Depois de iniciar o programa, pesquise algum grupo que tenha um determinado nome e inicie o seu chat:

Rodando o Telegram nativamente no Linux
Rodando o Telegram nativamente no Linux

Comece a participar e compartilhar conhecimento com outras pessoas!

Espero que tenham gostado deste artigo, um abraço!

 

Se tiver alguma dúvida ou sugestão de conteúdo, por favor, entre em contato aqui ou comente abaixo!