E agora, ainda vale fazer LPIC-1 ou CompTIA Linux+?

Este post pode ter vários pontos de vistas diferentes, bem como vantagens e desvantagens. Deixo claro aqui no começo que isto é meramente a minha opinião e ponto de vista. A CompTIA já anunciou para sua newsletter que está se separando da LPI, ou seja, não haverá mais parceria entre elas. E aí fica aquela pergunta, vale fazer LPIC-1 ou CompTIA Linux+ agora?

A resposta é: depende do seu objetivo e as condições que estás disposto a pagar. Vamos fazer uma análise de contrapontos.

Por quê as pessoas preferiam a CompTIA Linux+?

Na minha opinião, a LPI sempre teve mais nome que a CompTIA quando o assunto era Linux, pois eles tratam e são especializados somente nesta parte. Visto que a CompTIA fez uma parceria com a LPI, não fazia mais sentido realizar a prova LPIC-1.

O que todos faziam, e que eu também fiz, foi me candidatar as provas da CompTIA, e que, após o encerramento, pude obter duas certificações, ao invés de somente uma (visto a parceria entre elas).

Isso também porque, se você fizesse o processo inverso, fazendo primeiro a LPIC-1, não havia a possibilidade de ganhar a CompTIA Linux+, e isto fez com que fossemos obrigados a realizá-la.

Se você acessar o site da CompTIA neste link, verás que ainda aparece a mensagem “Powered by LPI”.

Quantas provas?

Veja que, tanto a CompTIA Linux+ quanto a LPIC-1 necessitam de duas provas no valor de $219,00 cada. Isso dá um total de $438,00 (que é dinheiro pra caramba). A parte legal é que pagando este valor, era possível receber dois certificados, um da CompTIA e outro da LPI.

Hoje, com a separação das mesmas, não será mais possível. A CompTIA já se pronunciou falando do exame BETA XK1-004 no valor de $50 (este valor somente enquanto estiver na versão BETA).

Já a LPIC-1 ainda mantém as duas provas igualmente, o que é bastante ruim.

Tanto a CompTIA Linux+ quanto a LPIC-1 são provas totalmente teóricas, e que, podem não medir o conhecimento real da pessoa. Por isso, existem certificaçẽs práticas, onde você não precisa decorar um monte de coisa, muito menos saber fazer do jeito que a empresa te pede, basta que você entregue o que foi solicitado.

Nesta linha, temos certificações como LFCS (Linux Foundation), SCE (Suse) e RHCSA (Red Hat), e que, na minha humilde opinião, são certificações muito mais pesadas e te dão muito mais reconhecimento, visto que, ou você sabe, ou não sabe.

Sem contar que, além de ser um exame prático, você faz ele uma vez somente.

Valores?

Ainda não é possível estipular os valores novos destas certificações após a mudança, pois a CompTIA Linux+ ainda está na versão BETA.

Já sobre a LPI, eu fiz um SUPER post geral de todas as certificações com todas as informações necessárias sobre elas.

Conclusão

Agora, ainda vale muito apena fazer a certificação CompTIA Linux+, porque você recebe ambos os certificados que irão agregar no seu currículo. O parceria entre essas empresas já está com os dias contados e irá se encerrar em algum momento de 2019. Por isso, faça elas o quanto antes e se prepare usando o meu treinamento que você pode encontrar aqui com o cupom de desconto já.

Todavia, devemos aguardar a precificação das futuras novas provas. Se o valor passar de $200 e for mais de uma prova, como ainda é, fica difícil dizer que vale a pena. Neste caso, eu ficaria com uma prova prática como LFCS que custa $300 e você faz uma vez somente, agregando mais valor ao seu currículo.

Tudo depende do seu ponto de vista e dinheiro disponível, pois sabemos que para nós Brasileiros, cada vez piora.

Espero que tenha gostado desta dica!

 

Não esqueça de nos seguir no Instagram para receber os últimos conteúdos!

Participe dos nossos grupos no Telegram e Facebook! 🙂

 

Veja também este vídeo sobre systemd:

 

Se tiver alguma dúvida ou sugestão de conteúdo, por favor, entre em contato aqui ou comente abaixo!