Mateus Müller - 4Fasters

Mateus é o idealizador do projeto 4Fasters.

19 Jun 2019

Por que o DEBIAN é minha distribuição PRINCIPAL?

Todos que me conhecem sabem que eu não sou xiita e incentivo todo mundo a testar distribuições, por mais modificadas que sejam. Cada um tem seu gosto, sua preferência, e é óbvio, existe uma distribuição que vai atender o que você precisa. Fato.

Antes de mais nada, vou deixar dois vídeos que podem te ajudar caso queira testar o Debian:

Decidi escrever esse post porque muita gente me pergunta no Instagram e em comentários do YouTube o porque de utilizar o Debian. Muitos tem medo e acreditam que seja para um usuário muito avançado. É claro, existem grandes vantagens para quem já tem um certo conhecimento, mas nada que um usuário iniciante não possa aprender.

Inclusive, a primeira distribuição que utilizei foi o Debian Squeeze (versão 6). Talvez por isso eu tenha uma certa queda por ele, mas vamos lá!

Versões

A primeira coisa que você precisa saber é que o Debian possui duas versões principais, sendo elas: Stable & Testing. Pelos nomes você já deve perceber qual a função de cada uma delas.

Essa é a parte que os usuários se confundem. O Debian Stable é a versão estável, e quando eu digo estável, é estável até de mais. Eu não gosto do Stable para usar na máquina final, pois ela não possui pacotes atuais, não tem muitas opções de programas. Um software só é aprovado para ser disponibilizado para na versão estável depois de muuuitos testes.

Para usar na máquina pessoal eu uso sempre o Debian Testing, que é mais estável que qualquer outra distribuição voltada ao usuário final. Ambas as imagens podem ser obtidas aqui.

Na versão Testing sim, você tem milhares de programas disponíveis, drivers da NVIDIA e muitas outras coisas. Todos os programas que instalei na minha máquina foi possível obter usando somente o repositório oficial ou até buscando do repositório antigo (programa estava fora de manutenção).

Considero essa separação de versões uma vantagem muito grande. Quer uma distribuição mais para servidores? Eu usaria a Stable. Precisa de algo para o usuário final? Eu usaria a versão Testing.

Toda vez que uma nova versão é liberada, a versão Testing vira a Stable. A versão Stable vira a Old.

Liberdade

Esta é a maior vantagem de se utilizar o Debian. Depois que utilizei o Ubuntu e Linux Mint na minha máquina pessoal, percebi que muita coisa era “engessada”, difícil de mudar, sem muitas opções de personalização, falta de desempenho e diversos outros problemas.

Quando você tem mais experiência com o sistema e também ao longo dos anos, você fica cada vez mais “roots”. Isto é, você não quer se incomodar para tomar alguma ação e começa a dar mais valor para a liberdade da distribuição. Já o Debian meu querido, é espetacular nessa parte.

Ele é totalmente desenvolvido pela comunidade, independente de interface gráfica, não é engessado, é objetivo se olharmos pela interface gráfica mas também permite um fácil gerenciamento pela linha de comando também.

Estabilidade

Como já citei anteriormente e isso é algo que todo mundo fala, o Debian é extremamente estável. Eu estou usando a versão Testing, que seria a versão instável e está muito mais estável do que qualquer distribuição que já utilizei. E olha que meu hardware é poderoso e muito recente, que geralmente causa problemas. Não no caso do Debian.

Faço atualização de pacotes praticamente toda a semana e nunca quebrei nada. Instalo pacotes externos, sem problema algum. Uso o driver da NVIDIA que vem diretamente do repositório e sem problemas também. Inclusive, isso aumenta o desempenho de vídeo drasticamente, veja:

Liberdade ao quadrado

Liberdade de novo porque eu amo. Já usei o Debian com XFCE, excelente. Já usei o Debian com LXDE, excelente. Hoje uso o Debian com Cinnamon, mais do que excelente. Bonito, leve, responsivo, elegante.

Olha aí, extremamente clean. É muito bom usar algo leve, livre, seguro, estável, responsivo e com suporte a pacotes de usuário final.

O Debian não te priva de nada. Quer mudar e cagar todo o sistema? Vai lá e manda bala. Quer mudar um ícone mínimo em um lugar X? Ele vai deixar você fazer, com toda a certeza. Essa é a parte legal, sem restrições.

Comunidade

O Debian possui uma comunidade gigantesca (as vezes com membros não tão educados ou pacientes) pronta pra te ajudar (ou não). De qualquer forma, eu aprendi muito lendo posts de outras pessoas, compartilhando meu próprio conhecimento com outras pessoas, recebendo outro conhecimento em troca. A comunidade Linux no geral é incrível.

Por mais iniciante que você seja, não deixe de perguntar e procurar por ajuda usando as comunidades (grupos do telegram, facebook, amigos, etc). Obviamente, ninguém tem a obrigação de te responder, mas com certeza alguém vai. Gentileza gera gentileza.

Conclusão

Espero de coração que você teste o Debian depois de ler este POST. Lembre-se que eu tenho alguns vídeos mostrando algumas coisas relacionadas ao Debian que podem te ajudar.

Bom, espero que tenha gostado dessas dicas. Se gostou, não esqueça de compartilhar com os colegas em grupos de Linux. Este artigo pode ajudar muitas outras pessoas.

Me siga no Instagram onde eu faço conteúdos da minha rotina diária.

Participe dos nossos grupos no Telegram e Facebook! 🙂

Se tiver alguma dúvida ou sugestão de conteúdo, por favor, comente!
comments powered by Disqus