Mateus Müller - 4Fasters

Mateus é o idealizador do projeto 4Fasters.

24 Set 2019

10 dicas para ENTREVISTAS na área de TI

Apesar do meu blog ser focado em assuntos relacionados estritamente a Linux e tecnologias open-source, acredito que também posso contribuir nesse assunto mais genérico e que diz respeito a todos os profissionais da nossa área. Vou me limitar em passar dicas que podem ser aplicáveis a todos os profissionais, ok?! 🙂

1. Estude os conteúdos descritos na vaga

Geralmente todas as vagas possuem uma descrição no LinkedIn ou no site da empresa, e nessa descrição contém as qualificações desejadas. Por mais que você nunca tenha trabalhado com isso, vale apena pelo menos dar uma lida, entender a sua função, fazer algum projetinho em casa mesmo para aplicar e ter um exemplo real.

Veja, aqui tem um exemplo de descrição:

10 dicas para ENTREVISTAS na área de TI

Ah Mateus, mas isso aí é pra semi-deus… Não! Você obviamente não precisa ter todas as qualificações. Tendo algumas delas já é o suficiente para ser chamado para a entrevista e lá é a prova de fogo onde você tenta convencer o entrevistador que você é o cara certo.

2. Entonação de voz

Acho que esse é um fator muito importante e que muita gente deixa para trás, que é justamente a parte de comunicação. Você pode até ter um ótimo conhecimento técnico, mas se tiver dificuldade de se comunicar entre times, pode ser um ponto negativo, não acha?

Eu sempre tento me comunicar com a voz clara, alta, gesticulando bem os exemplos, pra justamente perceberem que sei me comunicar, seja com o time interno ou até mesmo com clientes. É normal ficar nervoso na hora de falar, mas tenta se soltar e fazer o seu melhor.

3. Resposta certeira

Esse item é bastante complementar ao item 2, que é responder sempre de forma segura e com razão. Perguntas sobre você, coisas que você faz no dia a dia, como você agiria em determinada situação, responde sempre com clareza e objetividade.

Por nervosismo, algumas pessoas acabam fazendo o famoso “hããã-hãã-hãããmm” e isso pode atrapalhar um pouco a comunicação com o entrevistador.

4. Entenda o que a empresa faz e como você se encaixa nisso

Sempre, sempre pesquise a empresa que você está se aplicando e entenda a sua missão, valores, objetivo, soluções que ela desenvolve, tecnologias que ela trabalha. Visite o perfil de outras pessoas dessa empresa e que estão na mesma vaga, leia a descrição dos perfis e entenda os conhecimentos necessários ou o que parece ser o dia a dia dessa vaga.

Com certeza, você vai ter aquela pergunta… “Por quê você quer trabalhar com nós?” ou “Por quê você é a pessoa certa para nós?”. Você precisa saber explicar o que porque gostaria de juntar ao time de verdade, sem usar o “pra ganhar mais”, “porque estou desempregado”, “porque um amigo meu trabalha aqui”. Tire do fundo do coração e crie uma conexão com a empresa e mostre isso ao entrevistador.

5. Exemplos reais de situações

Pense em exemplos reais de situações que você já vivenciou e que podem exaltar algumas qualificações, para caso seu entrevistador pergunte. Podem ser exemplos tanto do seu trabalho anterior ou até mesmo da vida, algum momento em que você liderou algo, agiu sob pressão, teve de usar sua lógica para resolver algum problema, como lidou com conflitos internos dentro da empresa, etc.

6. Não seja marketeiro

Por favor, não seja o entrevistado que é marketeiro e só quer exaltar as qualificações e diminuir os outros candidatos. Isso é muito, mas muito chato. Quem conduz a entrevista é o entrevistador, não você. Não fique falando de o quão você é bom durante a entrevista, apenas responda o que é preciso e durante a resposta, exemplifique para que o entrevistador perceba que você é bom.

Deixe seus resultados falarem por você.

7. Não minta no currículo

E por favor, não minta no currículo, porque você pode se queimar muito feio. Já vi diversos casos onde:

  • SQL intermediário -> Não sabia rodar um “select * from tabela”.
  • Algoritmos intermediário -> Não sabe fazer um Bubble Sort.
  • Linux intermediário -> Não sabe rodar um comando “ls”, muito menos mexer na linha de comando.
  • Inglês avançado -> Não consegue conversar em Inglês.

Muito cuidado com o que você vai escrever no seu currículo. Você pode até ser chamado para a entrevista, mas vai passar vergonha se for assim.

8. Tente resolver os exercícios práticos

Em nossa área é bastante comum os testes práticos de programação, algoritmos, estruturas de dados, SQL, Linux, etc. Por mais que em algum momento você não saiba resolver, e que provavelmente você não vai saber, se esforce e tente pelo menos na entrevista. Use a sua lógica, escreva e tente pelo menos chegar em algum lugar.

A pior ação que alguém pode ter nesses casos é simplesmente desistir sem tentar e falar que “não sei”. No seu trabalho você vai enfrentar pepinos todos os dias e precisa estar preparado para resolvê-los sem saber como se resolve, não é mesmo?

9. Faça perguntas, mostre interesse

Ao final o entrevistador sempre pergunta se você tem alguma pergunta para fazer para ele. Essa é a hora de mostrar interesse sobre a vaga, perguntar como é o dia a dia, as tecnologias que se usa. Também é possível ir afunilando as perguntas para realmente entender aonde você está se metendo e de quebra, encantar o entrevistador.

10. Brilho no olho

O principal de tudo, tenha o brilho no olho. Aqui já eliminamos a maioria dos candidatos que estão se aplicando somente por aplicar. Você precisa querer a vaga mais do que ninguém e saber como externar isso para o entrevistador, por meio de euforia, sorriso no rosto. Acho que brilho no olho de trabalhar na empresa conte as vezes até mais do que simplesmente um conhecimento técnico.

Conhecimento técnico se desenvolve com o tempo, brilho no olho não. Esse brilho você precisa ter desde o primeiro momento.

Conclusões

Eu poderia ficar falando horas e horas de dicas para entrevistas, mas resolvi me limitar a 10 para não ficar muito comprido. Resumindo, não foque somente na parte técnica, existem todos os detalhes que também são analisados e eliminam candidatos.

Me siga no Instagram onde eu faço conteúdos da minha rotina diária.

Participe dos nossos grupos no Telegram e Facebook! 🙂

Se tiver alguma dúvida ou sugestão de conteúdo, por favor, comente!
comments powered by Disqus