Mateus Müller - 4Fasters

Mateus é o idealizador do projeto 4Fasters.

01 Jan 2020

Montar PARTIÇÃO do WINDOWS no LINUX AUTOMATICAMENTE

Esta foi uma sugestão que recebi de um colega aqui no meu Instagram onde compartilho dicas de Linux diariamente. Vamos aprender a montar uma partição do Windão automaticamente durante o boot do sistema.

Requisitos

Você precisa entender como funciona o arquivo fstab para configurar esse tipo de montagem. Veja o vídeo abaixo:

Instalar depedência

Para fazer essa configuração, precisamos de uma extensão que vai fazer com que o nosso Linux entenda o formato NTFS (formato do Windows). Este pacote é o ntfs-3g.

Para Debian e derivados:

$ sudo apt install ntfs-3g -y

Há grandes chances de já estar instalado. Em outras distros, apenas encontre o comando específico da sua distribuição (dnf para Fedora-based, por exemplo).

Configurar o fstab

Basta configurarmos o fstab agora.

Primeiro, pegue o UID da partição do Windows.

$ fdisk -l
$ blkid
Montar PARTIÇÃO do WINDOWS no LINUX AUTOMATICAMENTE

Note que na foto acima existem 3 partições. A partição que queremos é a “Microsoft dados básico”.

Montar PARTIÇÃO do WINDOWS no LINUX AUTOMATICAMENTE

Veja que o UID da partição /dev/sda2 é DCB4975AB49735CC.

$ vim /etc/fstab

No fstab vai ficar assim:

UUID=DCB4975AB49735CC /media/windao ntfs-3g gid=1000,uid=1000,dmask=022,fmask=133 0 0

Sobre os parâmetros:

  • uid -> Dá permissão para o usuário 1000 de escrever nela (mateus).
  • gid -> Mesma coisa para grupo.
  • dmask -> Umask de diretórios, vai partir com a permissão 755.
  • fmask -> Umask para arquivos, vai partir com a permissão 644.

Se não sabe o que é Umask, veja o artigo abaixo:

Basta salvar o arquivo e testar da seguinte forma:

$ mount -a

Se funcionar, então rebootando não vai dar problema. É isso aí!

Me siga no Instagram onde eu faço conteúdos da minha rotina diária e foi de lá a sugestão desse artigo.

Participe dos nossos grupos no Telegram e Facebook! 🙂

Se tiver alguma dúvida ou sugestão de conteúdo, por favor, comente!
comments powered by Disqus